Microagulhamento: o que é e para quê serve esse procedimento?

19 de novembro de 2019

Microagulhamento: o que é e para quê serve esse procedimento?

Um moderno procedimento estético está chamando a atenção de quem aposta nos tratamentos clínicos em busca de uma pele mais jovial e bonita: o microagulhamento.

Esse artigo vai explicar tudo a respeito dessa inovadora técnica, mostrar quais são as vantagens em se submeter a ela e os resultados alcançados!

O que é o microagulhamento?

É um tratamento estético que tem como objetivo a remoção de cicatrizes de acne, disfarçar manchas, rugas e linhas de expressão. Ele é feito através de uma estimulação natural feita com micro agulhas que penetram na derme favorecendo a formação de novas fibras de colágeno, que são substância que dão firmeza e sustentação à pele.

O microagulhamento pode ser realizado através de diferentes técnicas que vão desde pequenos rolos que sustentam as agulhas ou equipamentos automáticos e modernos nos quais pode-se regular a profundidade das agulhas e associar técnicas como a radiofrequência.

Para que serve o procedimento?

Pode ser usado em diversos tipos de tratamentos de pele, como remoção de cicatrizes de acne, estrias, flacidez, calvície e manchas escuras, conhecidas como melasma, que costumam aparecer na pele do rosto.

É claro que cada caso deve ser avaliado individualmente por um profissional qualificado. A duração do tratamento pode variar de pessoa para pessoa, pois tudo depende dos objetivos de cada um.

Além disso, o microagulhamento também serve:

  • Eliminar pequenas feridas na pele do rosto;
  • Diminuir os poros dilatados da face;
  • Combater as rugas e promover o rejuvenescimento da pele;
  • Disfarçar rugas e as linhas de expressão, especialmente aquelas ao redor dos olhos, na testa e no pescoço;
  • Clarear manchas na pele;
  • Eliminar estrias.

Como é feito o microagulhamento?

O procedimento é realizado na própria clínica ou no próprio consultório. Primeiramente, é utilizado um anestésico na área da pele que será tratada. Depois que o local estiver anestesiado, a sessão de microagulhamento é feita. A escolha do método utilizado é feita pelo profissional responsável, sempre de acordo com a necessidade de cada cliente.

Caso o profissional opte por usar os rolos, ele deve escolher antes o tamanho das agulhas, pois cada rolo tem uma profundidade fixa. Já os equipamentos mais modernos permitem o ajuste do tamanho das agulhas durante o tratamento, podendo regular a profundidade desejada para cada local na mesma sessão.

Tudo vai variar com o objetivo do tratamento. Se camadas diferentes da pele forem atingidas, os resultados são melhores no tratamento de problemas mais complexos, como manchas ou cicatrizes.

Duração das sessões

Assim como a maioria dos procedimentos estéticos, o microagulhamento também é feito por sessões. O profissional, depois de uma avaliação minuciosa do seu caso, vai dizer a quantas sessões você deverá ser submetido, de acordo com seu objetivo estético.

Problemas um pouco mais simples como pequenas linhas de expressão e manchas de sol costumam melhorar com 1 ou 2 sessões. Quando o estado da pele for mais crítico, 3 a 4 sessões já resolvem o problema.

O tratamento dói?

A dor é muito subjetiva e pode variar de acordo com a região a ser tratada. Quando são pequenas áreas que podem ser totalmente anestesiadas, o procedimento não é doloroso.

Porém, clientes que necessitam de tratamentos em grandes regiões como as costas, por exemplo, acabam sentindo algum desconforto durante o as sessões de microagulhamento.

Nesses casos, recomenda-se usar uma pomada anestésica antes de iniciar o procedimento. Na maioria das vezes, a dor é tolerável e o tratamento é feito sem complicações.

Quais cuidados devemos ter com a pele após a técnica?

Feito o microagulhamento, a pele trabalhada precisa receber cuidados especiais durante algum tempo, pois está bastante sensível. Veja os principais cuidados a serem tomados:

  • Evitar ficar exposto ao sol, pelo menos 2 semanas após ser submetido à técnica, para evitar machas;
  • Evite lavar o rosto com água quente, mesmo durante o banho, depois do procedimento;
  • Caso a exposição solar seja inevitável, use um protetor solar indicado por um profissional qualificado evite, ao máximo, o sol entre as 10 das manhã e 4 da tarde.
  • Tomar bastante água para hidratar o organismo e ajudar no processo de cicatrização da pele, após o microagulhamento.
  • Usar cremes cicatrizantes e filtro solar todos os dias para manter a pele sempre limpa e hidratada.
  • Nas primeiras 48 horas após se submeter ao procedimento, não é recomendado usar maquiagem.
  • O dermatologista poderá utilizar produtos que aumentem os resultados, aplicando-os logo após a sessão.

Existem riscos ou contraindicações?

Os profissionais garantem que não existem contraindicações e que a maioria das pessoas que têm boa saúde pode realizar o procedimento. É claro que alguns casos devem ser analisados com extrema cautela, como os clientes que fazem o uso de anticoagulantes, por exemplo.

Mas é fundamental que as pessoas saibam que todo procedimento invasivo oferece riscos e que durante a sessão, a pele é rompida pelas agulhas podendo causar infecções bacterianas, reativação de quadros de herpes, entre outras complicações.

Por isso, é tão importante que o microagulhamento seja feito em uma clínica especializada com a utilização de materiais estéreis e descartáveis a fim de garantir a sua segurança. Veja alguns casos em que o procedimento é desaconselhável:

  • Acne muito ativa com espinhas e cravos presentes;
  • Infecção por herpes labial;
  • Se o cliente estiver tomando remédios anticoagulantes como heparina ou aspirina;
  • Se o cliente tiver histórico de alergias a pomadas anestésicas locais;
  • Em caso de diabetes não controlada;
  • Se o cliente estiver realizando radioterapia ou quimioterapia;
  • Se o cliente possui alguma doença autoimune como HIV;
  • Caso o cliente seja portador de câncer de pele.

Nestas situações, esse tipo de procedimento não deve ser realizado sem uma consulta com um especialista.

Quais são os resultados?

Os resultados do microagulhamento começam a aparecer em média 1 semana depois que o procedimento é finalizado.

Vale ressaltar que depois de ser submetida ao procedimento, a pele fica marcada por causa das agulhas, mas essas marcas desaparecem com os dias.

Não se preocupe, pois a pele vai cicatrizando naturalmente com o estímulo da própria derme. Depois desse período, é possível verificar como ficaram os resultados definitivos.

Com o microagulhamento, você pode perceber uma pele muito mais lisa, sem manchas, marcas, linhas de expressão, muito mais firme e bem menos flácida.

Ficou alguma dúvida? Envie-nos uma mensagem.
Você também pode agendar uma avaliação gratuita!

Ficou com alguma dúvida?
Deseja agendar um horário?

Deixe sua mensagem abaixo.

Fale Conosco
Fale com a Sensitivity
Olá, que bom ter você aqui.
Será um prazer receber seu contato ou sua dúvida